5 equipamentos para levar na moto e não passar perrengue durante uma viagem longa

Adam Scott
Adam Scott
5 Min Read

Se você pretende viajar de moto para curtir as férias ou fazer uma expedição com um grupo de amigos, chegou a hora de preparar o roteiro – e também a sua motocicleta. Autoesporte já te mostrou os cinco itens mais importantes que você precisa revisar antes de cair na estrada. Mas e se algo inesperado acontecer durante o trajeto e você estiver longe de uma oficina mecânica?

Por este motivo, é importante levar sempre um kit-sobrevivência com alguns itens que podem salvar a sua viagem e te manter seguro. Consideramos uma viagem de aproximadamente 500 km, mas algumas dicas são úteis inclusive em expedições mais longas.

Antes de tudo, pesquise na internet

Se você ainda não está familiarizado com a sua moto, é bom começar a frequentar fóruns e grupos do Facebook com outros proprietários. Todas as experiências (boas e ruins) são compartilhadas entre a comunidade – e dessa forma, é possível conhecer alguns dos possíveis problemas crônicos da sua companheira de estrada.

Para entrar num grupo do Facebook, basta inserir a marca e modelo da sua motocicleta na ferramenta de busca da rede social (ex: “Clube da BMW GS”, “Triumph Brasil”). Dependendo da moto, alguns reparos têm que ser feitos usando chaves especiais, que são mais difíceis de encontrar nas lojas ou equipamentos muito específicos (bomba para calibragem de suspensão a ar, por exemplo). Nestes grupos, você pode tirar suas dúvidas.


Alguns grupos são privados e levam certo tempo para a aprovação. Mas ao conhecer a comunidade de motociclistas que compartilham o mesmo gosto, você ficará mais atento aos problemas recorrentes que podem acontecer durante sua viagem.

Com isso em mente, também é interessante conferir tutoriais de alguns reparos básicos para não ter que aprender na hora que o problema acontecer. Faça buscas no Google e no YouTube, procure saber como desparafusar a roda, veja como reparar um cabo de embreagem. Se antecipar aos problemas é a melhor forma de passar menos tempo parado na estrada.

Não conte com a sorte. Procure abastecer sua moto quando o tanque chegar a no mínimo um quarto da capacidade – se possível, em postos de bandeira conhecida. Nas paradas para abastecer, verifique o nível da água.

1) Kit de ferramentas básicas

Viajar de moto sem um kit de ferramentas é um tiro no pé. Chaves para remover as rodas, chave de fenda, Philips e lanterna são imprescindíveis para uma viagem longa. Também é interessante levar alicate, tesoura, fita isolante e uma pinça para remover fusível.

2) Lâmpadas

Se a sua moto tem lâmpadas halógenas, é recomendável levar uma unidade sobressalente para evitar problemas – principalmente se a viagem tiver um roteiro noturno. Não ser visto por motoristas e caminhoneiros por falta de sinalização pode custar a sua vida.

3) Estoque de fusíveis

Outro componente importante para levar na viagem é um estoque de fusíveis. Eles podem facilitar reparos simples envolvendo a parte elétrica da motocicleta. Vale carregar o manual da motocicleta (ou baixá-lo no celular, para ocupar menos espaço) para identificar a função de cada fusível.

4) Tubo de reparador instantâneo

Para furos no pneu, um tubo de reparador instantâneo pode ser a melhor solução. Trata-se de um recipiente altamente pressurizado capaz de encher o pneu e vedar o buraco por dentro. Vale lembrar que este reparo é temporário – portanto, procure a borracharia mais próxima para uma avaliação mais precisa.

5) Lubrificante de corrente

Viagens longas exigem que o motociclista faça uma lubrificação periódica da corrente, mas este não é o único caso. Ao passar por estradas empoeiradas ou de terra, sujeira pode grudar na corrente e interferir na tração da motocicleta.

Neste caso, um lubrificante pode ser a salvação. Este item será muito útil, principalmente se você pretende ficar vários dias longe de casa em uma expedição. Siga essas dicas e pé na estrada!

Share This Article