As 5 motos seminovas mais legais para quem busca diversão no fim de semana

Adam Scott
Adam Scott
6 Min Read

Motocicletas estão bombando no Brasil. Ainda que os últimos dois meses não tenham empolgado nas vendas, o resultado ainda é superior ao acumulado de 2021. O combustível caro, novos apps de delivery e os constantes aumentos nos preços dos automóveis são os principais motivos para este crescimento.

A maioria esmagadora dos brasileiros recorre às motos como alternativa para o trabalho, seja para locomoção ou como um instrumento para o ganha pão. Mas elas podem ser alternativas muito boas para o lazer, se você estiver disposto a desembolsar uma grana extra.

Partindo disso, Autoesporte elege as cinco motos seminovas que você pode adquirir para curtir nos finais de semana. Escolhemos modelos de diversas categorias, para todos os gostos e bolsos. Evidentemente, o preço pode variar de acordo com a quilometragem ou estado de conservação. Acompanhe abaixo!

Honda CRF 250F

A Honda descreve a CRF como uma moto off-road puro sangue, pensada exclusivamente para o fora de estrada. E não é pra menos! Ela carrega o legado e a tradição de mais de 40 anos da marca japonesa nas competições de motocross e enduro.

A CRF é uma excelente alternativa para quem deseja gastar menos de R$ 20 mil e encarar qualquer estrada de terra. Ela tem motor monocilíndrico de quatro válvulas, arrefecido a ar, capaz de entregar 22,2 cv de potência a 7.500 rpm e 2,28 kgfm de torque a 6.000 rpm. A transmissão tem adaptações na embreagem para aprimorar sua robustez e resistência.

O lado negativo é que a própria Honda afirma que a CRF 250F foi pensada para o fora de estrada. Portanto, vai ser difícil dar um rolê pela cidade com conforto. E se você entrar de cabeça na prática do motocross, vai precisar de uma “carretinha” ou uma picape para transportá-la.

Harley-Davidson Dyna Super Glide

É difícil comprar uma cruiser zero quilômetro no Brasil. Atualmente, todos os modelos na categoria ultrapassam R$ 100 mil. Mas se você estiver disposto a adquirir uma moto usada, a Harley-Davidson Super Glide de 2008 pode ser uma boa alternativa na faixa de R$ 40 mil.

A cruiser da Harley-Davidson era vendida com motor V2, com injeção eletrônica, capaz de entregar 63 cv de potência e 12,6 kgfm de torque a 6.200 rpm. O câmbio é de seis velocidades e a transmissão é por correia.

Entretanto, este “motorzão” tem vocação para beber gasolina. Segundo a Harley-Davidson, a Dyna era capaz de marcar 22,6 km/l – e considerando o desgaste de várias peças ao longo dos últimos 14 anos, é capaz que este número seja ainda mais baixo nos dias de hoje.

Suzuki GSX-1300 R Hayabusa

Se você é daqueles que durante toda a sua vida sempre quis desfilar com uma superesportiva japonesa, essa recomendação vai te agradar. A terceira geração da Hayabusa acabou de ser lançada no Brasil por R$ 124.500, mas você pode adquirir um modelo do início da geração anterior a partir de R$ 55 mil.

O motor de 1.350 cm³ desenvolve 197 cv de potência a 10.500 rpm (eita!) e 14,2 kgfm de torque a 7.600 rpm, com câmbio sequencial de seis marchas. Segundo a Suzuki, o “falcão peregrino” (tradução do nome Hayabusa para o português) pode chegar a 300 km/h.

Por causa da performance, a Hayabusa é alvo constante de criminosos – em especial, quadrilhas envolvidas com roubos, que buscam alternativas para fugas rápidas. Sendo assim, é melhor desembolsar uma grana extra para o seguro.

Vespa Classic Deluxe 150

A Vespa cobra caro por suas scooters. Uma Classic Deluxe 150 zero quilômetro parte de R$ 34.467. Por sorte, o mercado de motos seminovas proporciona valores bem convidativos – e algumas ainda estão na garantia.

A Deluxe tem motor de 154 cm³ que desenvolve 10 cv de potência a 7.000 rpm e proporciona o bom consumo de 45 km/l. Os freios são do tipo ABS. Vale destacar o acabamento premium, pois a scooter tem para-lamas cromados, punho de couro legítimo e película contra raios UV no para-brisa.

Honda TRX 420 FourTrax

Já que estamos falando de diversão, por que não adicionar um quadriciclo à lista? O Honda TRX 320 FourTrax tem várias aplicações: agrícola, passeios ou deslocamentos em regiões afastadas. Mas não esqueça que o uso de capacete é obrigatório de acordo com o Contran, ok?

O TRX tem motor de 420 cm³ capaz de desenvolver 26 cv de potência a 6.250 rpm e 3,4 kgfm de torque a 5.000 rpm, com câmbio de cinco velocidades (+ ré). O sistema de partida é eletrônico. Por ser um quadriciclo, o TRX é isento de IPVA e emplacamento. Ele parte de R$ 39 mil nas lojas da Honda, mas é possível encontrar unidades mais antigas por valores menores nos classificados online.

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário