Em Pequim, já é possível pegar um táxi sem ninguém ao volante

Adam Scott
Adam Scott
3 Min Read

Pela primeira vez na China, as pessoas poderão pegar um táxi sem ninguém ao volante.

A empresa de tecnologia Baidu e a startup de direção autônoma Pony.ai anunciaram nesta quinta-feira (28) que conseguiram as primeiras autorizações do país para serviços de robotáxi com carros sem condutores. As autorizações não requerem que uma pessoa se sente no banco do motorista.

Os serviços foram lançados em Pequim na quinta-feira e permitem que os passageiros telefonem para táxis utilizando os aplicativos regulares de busca por carros. Atualmente, os programas são oferecidos gratuitamente aos passageiros.

Por enquanto, cada empresa será restrita a circular dentro de uma área designada de 60 quilômetros quadrados e terá de manter um operador no banco do passageiro dianteiro que possa assumir o volante em caso de emergência.

O anúncio marca um grande passo para a tecnologia de veículos autônomos no maior mercado de automóveis do mundo.

A Baidu é mais conhecida por seu sistema de busca, mas também possui a maior frota de condução autônoma da China. Segundo a empresa, ela começaria com 10 veículos no programa e adicionaria 30 mais tarde.Parte inferior do formulário

Já a Pony.ai, uma startup de rápido crescimento que foi fundada por antigos engenheiros da Baidu em Fremont, Califórnia, disse que cerca de 300 mil residentes de Pequim poderão experimentar a experiência. A empresa é apoiada por fabricantes de automóveis, incluindo a Toyota (TM), e foi avaliada pela última vez em 8.5 bilhões de dólares (cerca de R$ 42 bilhões).

A China tornou-se um importante terreno de testes para veículos autônomos, com um pequeno conjunto de empresas ambiciosas com novos avanços em várias frentes, tais como a remoção do condutor de segurança, a abertura dos seus serviços ao público ou a condução em vias públicas, além do alto número de quilômetros percorridos por seus veículos em testes.

A Baidu já tinha conseguido autorização para oferecer serviços de transporte em veículos autônomos em várias cidades, incluindo Pequim, embora um ser humano ainda fosse necessário no banco do condutor.

A AutoX, outra startup chinesa, apoiada pela Alibaba (BABA), também lançou robotáxis totalmente sem condutor nas estradas públicas de Shenzhen em 2020 — mas essa iniciativa não podia aceitar passageiros regulares.

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário